Seja bem vindo ao meu Blog! Plimm ...

Se você não tem oportunidade de fazer grandes coisas, faça pequenas de uma forma grandiosa...








sexta-feira, 20 de julho de 2018

Um dia...

"Um dia ensino-te…


Um dia ensino-te a importância de saber perdoar;
A assumir as tuas responsabilidades;
A pensares nos outros e não só em ti.

Um dia ensino-te que nem todo o friozinho na barriga é amor;
Que há pessoas que nunca irás esquecer, independentemente de a vida vos afastar irremediavelmente;
A rir das tuas fragilidades.

Um dia ensino-te que nem todo o ciúme é saudável;
Que a confiança se constrói pouco a pouco mas que se pode acabar num ápice;
Que por te terem magoado uma vez não significa que todas as outras pessoas o façam.

Um dia ensino-te a aproveitar os abraços que dás a quem amas;
A valorizar os raros momentos em que podes fazer exactamente aquilo que queres;
A não olhares apenas para o teu umbigo.

Um dia ensino-te que nem toda a mentira tem perna curta;


Que nem toda a verdade tem de ser dita;
Que ganhas muito mais se pensares antes de falar.

Um dia ensino-te que não tens de gostar de toda a gente, mas a todos deves respeito;
A aceitar que nem toda a gente goste de ti;
A não transformar esse facto na luz orientadora do teu caminho.

Um dia ensino-te que há amigos que se amam como a irmãos;
Que há viagens que não se repetem;
Oportunidades que não voltam.

Um dia ensino-te que há certezas que viram dúvidas;
Que não há problema em mudares de opinião;
Que não deves envergonhar-te por não pensares como a maioria.

Um dia ensino-te que a curiosidade é um dom;


Que a felicidade é, basicamente, estarmos aqui e agora;
Que o único responsável por te fazer feliz és TU!

Um dia ensino-te que mesmo quando tudo parece estar a correr-te mal o mundo não está contra ti – apenas te cabe olhar esse mundo com outros olhos para que consigas encontrar um novo rumo;
A não julgar pelas aparências, a não teres preconceitos;
Que nunca saberás tudo sobre toda a gente.

Um dia ensino-te que te vais desiludir com as pessoas mais insuspeitas – e isso faz parte;
Que o amor é uma dádiva e serás uma sortuda se o conseguires ver à tua volta;
Que todas as histórias têm duas versões e deves procurar que a tua seja a mais fidedigna.
Que não deves esperar dos outros exactamente aquilo que dás, sob pena de viveres numa insatisfação permanente.

Ensino-te que há memórias que te irão acompanhar para sempre, por isso procura construir mais momentos bons que maus;
Que por mais que olhes para trás não podes mudar o passado – aceita-o.
Que és a dona das tuas conquistas e dos teus erros.

Um dia ensino-te a valorizares as tuas melhores características e a não chamares a atenção dos outros para os teus defeitos.
Um dia ensino-te que o dinheiro não é tudo;
Que um verdadeiro amigo às vezes é tudo o que precisas;
Que a vida é demasiado curta para culpares os outros por algo que nunca conseguiriam fazer (ou agir) de outra forma.

Um dia ensino-te a amar os livros;
A não responderes a tudo o que te dizem – tantas vezes o melhor é deixar passar e não dar importância;
A ser boa, a não esquecer as tuas origens, a tua família.

Um dia ensino-te a não usares o poder como arma;
A amares-te;
A amares o que a vida tem de bom.

Ensino-te a aceitares todas as tuas cicatrizes;


A procurar o equilíbrio;
A não maltratar os outros, a tratá-los sempre com educação e, aos que precisam, com compaixão.

Um dia ensino-te a saltar mesmo quando sentes medo (para que possas sentir que és quem és e estás onde estás pelo que fizeste mais do que pelo que deixaste de fazer);
A filtrar tudo o que é negativo.
A não te ires abaixo quando estás “sozinha” nas tuas convicções.

Um dia ensino-te a teres orgulho em ti e nos teus.
Que é normal questionares-te.
Que podes tudo, basta trabalhares para isso.

Sei que só serei responsável por te ensinar uma pequenina parte destas lições. A vida encarregar-se-á do restante mas, mesmo assim meu amor, nunca te esqueças que os teus dias são o que fazes com eles, os problemas têm a proporção que lhes dás, que uma atitude positiva é meio caminho andado para seguires em frente.

Um dia ensino-te a voar – com um mapa desenhado nas costas com a ponta dos meus dedos, para que possas regressar sempre.

A mãe deseja-te a melhor e mais rica das viagens."

(Texto retirado da net mas é isto com muito pouco a acrescentar).

quinta-feira, 12 de julho de 2018

É isto!

NOTA IMPORTANTE!

As MargaridasArtes não é uma fábrica!

O material não entra em uma máquina e sai prontinho do outro lado...

Sou EU que faço, tudo feito à mão, com ou sem moldes,  dou acabamento, fotografo, embalo, envio, entrego, divulgo, compro os materiais, organizo, limpo, e respondo as mensagens com todo carinho para cada cliente!!
(...)Também temos as que NÃO são clientes, sabem aquelas dos estudos de mercados?!

Ufaaa... que trabalhão né?!!!!

Com base em tudoooo issooo, eu não consigo fazer precinho (...) faço o preço adequado e por vezes também não é o valor mais justo!

E nem sempre consigo entregar uma encomenda para amanhã!

(...) E algumas clientes sim clientes esperam que esteja pronto, algumas encomendas levam mais tempo do que o previsto, e desta forma só tenho a agradecer ás clientes que acreditam no meu trabalho!!!

Valorize meu trabalho!
(Copiado de uma artesã e alterado pelas MargaridasArtes com as devidas (...)).

sábado, 9 de junho de 2018

Realidade Abafada....

"É difícil mantermos a nossa sanidade mental intacta, quando vivemos num mundo com o qual não nos identificamos.
Não nos "encaixamos" com as crenças, nem com as escolhas, nem com os seres humanos que nos rodeiam.
As pessoas à nossa volta na sua maioria parecem-nos pavorosas. Não de aparência, hoje vivesse disso, mas em conteúdo!
Não é fácil acordarmos todos os dias num mundo de "marionetas", em que todos se deixam manipular por alguém, onde todos se movem com o intuito de agradar a todos, menos a si próprios!!
Difícil ser um caminhante no meio de "espantalhos"...
Doloroso o convívio com mentes inférteis...
Agonizante o convívio diário com a morte do espírito nos corpos que se cruzam no nosso caminho... Tão vazios!

Aqueles que não se encaixam sofrem em silêncio.
Travam lutas diárias...
Tentam minimizar a dor sentida através das mais variadas formas... A mais conhecida delas como Arte... seja ela qual for a sua.
Mas começa a não chegar,
A não ser suficiente este tipo de "terapêutica" interior a que por auto-recriação nos propomos e que nos surge muitas das vezes sem esperarmos.
Passam-se dias, semanas e anos e continuamos numa luta.
Pensamos ser nós os errados e tentamos a "mudança" agarrados a um fio de esperança.
Depois a esperança é cortada com uma navalha de "descrença"...

Damos-nos conta de que os errados não somos nós, e aguardamos que a mudança nos outros aconteça. E aguardamos sofregamente por ela!
E sufocamos quando a nossa genialidade não é entendida nem alcançada por todos. E começamos a guardar todo um Mundo fantástico... Dentro de nós.
E observamos todo um mundo a padecer à frente de nós...
E quando a esperança nos abandona de vez... Vamos embora com ela, porque o nosso lugar deixou de ser aqui... há muito, muito tempo.

Texto: Matilde Christian Grey

Homenagem ao meu querido Anthony Bourdain. Descansa em Paz."

Nota: Não fui eu a autora do texto mas melhor não diria, um texto que constata a realidade abafada em que vivemos...
Meu pequeno mundo...espero que um dia te possa olhar de uma maneira mais esperançosa de um Mundo Melhor!!!

terça-feira, 5 de junho de 2018

Pensamento para o MEU M&M's 👌❤️

«Mesmo quando a tua filha berrar, fala-lhe baixinho e com amor. Explica-lhe as coisas 5548445 mil vezes com o mesmo tom de voz, calmo.
Rebola com ela no chão.
Deixa-a decidir quando já não te quer abraçar.
Dá-lhe duas opções de roupa e deixa-a escolher.
Isso dá-lhe autonomia. Confiança.
Mesmo quando a tua filha “te bater”, agarra-lhe os braços com firmeza e delicadeza e diz “festinhas, querida.” E sorri.
Fala-lhe com respeito. Pede-lhe por favor e diz-lhe obrigada. Sempre. Trata a tua filha como tratas os adultos à tua volta. Não a trates com indiferença nem com ameaças, trata-a com amor.
Segue a voz do teu coração, e não a voz “ dos mais velhos”.
Dá-lhe todo o colo que te pedir.
Brinca sempre que ela quiser.
Não a obrigues a comer (por mais difícil que isso seja).
Abraça-a muito.
Beija-a muito.
Diz que a amas muito. Todos os dias.
Não, eles não ficarão mimados. Ficarão calmos. Seguros.
Não te queixes se ela acorda à noite, agradece o facto de ela existir. (Antes dos 15 anos ela deixará de acordar à noite eheheh).
Faz acontecer.
Deixa-a dormir na tua cama.
Faz atividades com ela.
Dedica-lhe tempo, muito tempo.
As pessoas passam a vida atrás de coisas materiais e de conquistas financeiras. E a nossa vida está ali pequenina a olhar para nós e a pedir COLO.
Não a obrigues a beijar pessoas que ela não quer. (tu também não cumprimentas toda a gente).
Explica-lhe o porquê das coisas mesmo que ela (AINDA) não entenda.
Dá valor a tudo o que ela te disser. Se é importante para ela tem de ser importante para ti.
Ela está sempre em primeiro lugar. (Ou devia).
Trabalha menos.
Não lhe dês tudo, a não ser o teu tempo.
Vive-a mais.
Começa agora.
É terapêutico.
Nem sempre é fácil, mas compensa tudo. E quando já não conseguires mais deita te no chão.
O tempo voa, daqui a pouco já passaram, as cólicas, os gritos, o não comer, o acordar à noite, daqui a pouco já passou, tudo, por isso aproveita tudo, TUDO. Todos os segundos com ela.
Assim vais ter uma filha feliz, sem birras (ou menos), vais ter uma criança segura de si.
E tu ficarás com o coração cheio, de tanto amor que ela tem.»

Adaptado de Bárbara Manero Marques

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Um dia ensino'te....


"Um dia ensino-te…

Um dia ensino-te a importância de saber perdoar;
A assumir as tuas responsabilidades;
A pensares nos outros e não só em ti.

Um dia ensino-te que nem todo o friozinho na barriga é amor;
Que há pessoas que nunca irás esquecer, independentemente de a vida vos afastar irremediavelmente;
A rir das tuas fragilidades.

Um dia ensino-te que nem todo o ciúme é saudável;
Que a confiança se constrói pouco a pouco mas que se pode acabar num ápice;
Que por te terem magoado uma vez não significa que todas as outras pessoas o façam.

Um dia ensino-te a aproveitar os abraços que dás a quem amas;
A valorizar os raros momentos em que podes fazer exactamente aquilo que queres;
A não olhares apenas para o teu umbigo.
Um dia ensino-te que nem toda a mentira tem perna curta;

Que nem toda a verdade tem de ser dita;
Que ganhas muito mais se pensares antes de falar.

Um dia ensino-te que não tens de gostar de toda a gente, mas a todos deves respeito;
A aceitar que nem toda a gente goste de ti;
A não transformar esse facto na luz orientadora do teu caminho.

Um dia ensino-te que há amigos que se amam como a irmãos;
Que há viagens que não se repetem;
Oportunidades que não voltam.

Um dia ensino-te que há certezas que viram dúvidas;
Que não há problema em mudares de opinião;
Que não deves envergonhar-te por não pensares como a maioria.
Um dia ensino-te que a curiosidade é um dom;

Que a felicidade é, basicamente, estarmos aqui e agora;
Que o único responsável por te fazer feliz és TU!

Um dia ensino-te que mesmo quando tudo parece estar a correr-te mal o mundo não está contra ti – apenas te cabe olhar esse mundo com outros olhos para que consigas encontrar um novo rumo;
A não julgar pelas aparências, a não teres preconceitos;
Que nunca saberás tudo sobre toda a gente.

Um dia ensino-te que te vais desiludir com as pessoas mais insuspeitas – e isso faz parte;
Que o amor é uma dádiva e serás uma sortuda se o conseguires ver à tua volta;
Que todas as histórias têm duas versões e deves procurar que a tua seja a mais fidedigna.
Que não deves esperar dos outros exactamente aquilo que dás, sob pena de viveres numa insatisfação permanente.

Ensino-te que há memórias que te irão acompanhar para sempre, por isso procura construir mais momentos bons que maus;
Que por mais que olhes para trás não podes mudar o passado – aceita-o.
Que és a dona das tuas conquistas e dos teus erros.

Um dia ensino-te a valorizares as tuas melhores características e a não chamares a atenção dos outros para os teus defeitos.
Um dia ensino-te que o dinheiro não é tudo;
Que um verdadeiro amigo às vezes é tudo o que precisas;
Que a vida é demasiado curta para culpares os outros por algo que nunca conseguiriam fazer (ou agir) de outra forma.

Um dia ensino-te a amar os livros;
A não responderes a tudo o que te dizem – tantas vezes o melhor é deixar passar e não dar importância;
A ser boa, a não esquecer as tuas origens, a tua família.

Um dia ensino-te a não usares o poder como arma;
A amares-te;
A amares o que a vida tem de bom.
Ensino-te a aceitares todas as tuas cicatrizes;

A procurar o equilíbrio;
A não maltratar os outros, a tratá-los sempre com educação e, aos que precisam, com compaixão.

Um dia ensino-te a saltar mesmo quando sentes medo (para que possas sentir que és quem és e estás onde estás pelo que fizeste mais do que pelo que deixaste de fazer);
A filtrar tudo o que é negativo.
A não te ires abaixo quando estás “sozinha” nas tuas convicções.

Um dia ensino-te a teres orgulho em ti e nos teus.
Que é normal questionares-te.
Que podes tudo, basta trabalhares para isso.

Sei que só serei responsável por te ensinar uma pequenina parte destas lições. A vida encarregar-se-á do restante mas, mesmo assim meu amor, nunca te esqueças que os teus dias são o que fazes com eles, os problemas têm a proporção que lhes dás, que uma atitude positiva é meio caminho andado para seguires em frente.

Um dia ensino-te a voar – com um mapa desenhado nas costas com a ponta dos meus dedos, para que possas regressar sempre.

A mãe deseja-te a melhor e mais rica das viagens.

Mike ❤️

Marta Coelho"

quarta-feira, 18 de abril de 2018

É isto nada mais a acrescentar...

| (re)ler para nunca esquecer |

assim como haverá sempre quem te critique porque és alto ou porque és baixo, porque és gordo ou porque és magro, porque falas ou porque calas, porque ris ou porque choras, porque aceitas ou porque rejeitas, porque ficas ou porque vais, porque tudo e porque nada, haverá sempre, sempre, sempre, quem fique do teu lado, quem torça por ti, quem te dê a mão, quem se sente ao teu lado no chão, que venha para te abraçar, para te ajudar, para te lembrar:

''estou aqui para ti.''

esquece os outros. abraça os que valem a pena.
porque os outros, faças o que fizeres, vão sempre falar. e os que estão ao teu lado, faças o que fizeres, vão(te) sempre amar.

- ❥- asnovenomeublog"

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Em MANUTENÇÃO

Por aqui andamos um bocadinho ausentes, mas é por uma boa causa...andamos a arrumar o "blogue" para ficar mais leve e funcional, simmm leva tempo!
Mas as MargaridasArtes querem um blogue renovado por isso...iremos ser o mais breves possível na sua manutenção ...até lá...boas artes e obrigada por nos seguir de pedra e cal... ❤️


sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Pensamentos...

(re)ler para não esquecer

quando não abre, não é a tua porta. quando não gira, não é a tua chave. quando não passa, não é o teu comboio. quando não (te) ilumina, não é a tua luz.
quando não torce (por ti), não é teu amigo. quando não cura, não é (ainda) o teu tempo. quando não serena, não é a tua paz.
quando não tem certezas, não é a tua pessoa. e quando não fica... não é o teu amor.

# quando-não-é-para-ser-deixa-ir

"Asnovenomeublog"

domingo, 4 de fevereiro de 2018

2018 🍀

Ando meio desaparecida aqui do meu querido blog 😏
2018 vamos lá mudar trajeto pk este não está a ser eficaz, ok?!
Detesto final de ano 😣 aiiii fico sempre doente 🤢🤒 poxa ninguém merece!

Vamos lá aos poucos atualizando aqui as coisas pendentes 🙏

Este ano vou tentar, sim tentar ter sempre aqui o meu cantinho á beira mar plantado....ahhh saudades do mar, né?! 🐳🦑🐡🐠🐙🐚🦀🦐🏖🏜🏝⛱️
Atualizado 💪👍👏

Projetos muitos, eu chego lá ohhh se chego 😊

domingo, 3 de dezembro de 2017

2° Mercadinho Natal

É verdadeiramente horrível o frio que passei na pele, realmente quem gosta, seja frio, calor, chuva nada desvanece de acreditar no MEU SONHO de fazer o que tanto me dá gozo, prazer, me tira horas de sono, horas que privo o meu filho de brincar com ele, mas ARTESANATO bates forte cá dentro do meu ❤️
#artesanatoportuguês #adorooquefaço #feitoàmão #MargaridasArtes

sábado, 25 de novembro de 2017